terça-feira, 26 de abril de 2016

Ciberativismo - A mudança começa nas pontas dos dedos




Saudações Jovem de Telencéfalo altamente desenvolvido! 
       
        O desenvolvimento das redes digitais configurou de tal forma as relações sociais no mundo que praticamente todos os aspectos da vida humana sofreram impacto da comunicação imediata que a internet proporciona. E diante disto, manifestações populares que até então estavam apenas nas ruas ganharam um novo campo de atuação: o Ciberesperaço
      Não há um conceito definido para o que é Ciberativismo, uma vez que, seu significado muda conforme a internet muda. Contudo, Sandor Vegh(2003) renomado Sociólogo que pesquisa movimentos sociais na internet, caracteriza - de forma geral - o Ciberativismo da seguinte maneira: 

"Um movimento politicamente motivado que acontece na internet"

     Assim, Ciberativismo está mais presente na nossa vida do que realmente imaginamos. Ao protestar na internet contra o aumento da tarifa de ônibus na nossa cidade ou contra a decisão da Anatel em limitar a taxa de dados nos provedores de internet, estamos praticando o Ciberativismo no seu sentido mais puro. 

Os Hacktivistas utilizam técnicas simples para realizar
protesto na internet. 
        Dentro do contexto de Ciberativismo - que é dividido em vários ramos - há o Hacktivismo. Para defini-lo vamos recorrer a Steven Levy - jornalista que escreve sobre tecnologia, criptografia, ciberativismo e a relação homem-internet. 



O hacktivismo é a cultura hacker s impondo e se manifestando, em favor das causas sociais e políticas, é a desobediência civil eletrônica cada vez mais legitimada. 

       Sendo assim, hacktivismo é quando um grupo de sujeitos utilizam de conhecimentos técnicos ligados a computação para protesta a favor de causas sociais e políticas. 
Caro leitor, neste momento é importante frisar a diferença entre hacker, hacktivista e ciberterrorista. 

        Hacker é o usuário que detém conhecimentos profundos da computação e age ativamente na internet em detrimento de sua própria vontade, em suma são aqueles usuários que invadem sistemas para testar sua própria capacidade técnica. Hacktivista como definido acima é o sujeito que utiliza seus conhecimentos em prol de causas sociais e o Ciberterrorista são aqueles usuários que tem por objetivo causar estragos nos sistemas por eles invadidos, como roubos de dados e informações, destruição de informações, entre outras atitudes nocivas

         O primeira grande vitória ganhada nas trincheiras do Ciberespaço foi a Luta dos Povos do Chiapa - México. Tal movimento ganhou apoio do grupo hacker The Cult of The Dead Cow, que graças à um applet Java conseguiu derrubar sites de instituições financeiras e conseguiu a atenção da mídia mundial para o massacre que acontecia no sul daquele País, para saber mais clique aqui

         Assim, hacktivismo é outra maneira de protestar a favor dos nossos direitos.