terça-feira, 10 de novembro de 2015

Esteganografia - Uma Breve Introdução

Acredito que muitos que estão lendo esse post devem estar se perguntando: "O que é esteganografia"? Apesar do nome difícil, é algo que está relacionado com algo que  provavelmente você já leu ou ouviu falar em algum livro, filme, etc. A palavra esteganografia tem origem grega (estagano (esconder, máscara) + grafia (escrita)) e significa escrita encoberta. Em termos mais gerais, podemos dizer que esteganografia é o estudo e uso de técnicas para ocultar uma mensagem (gráfica, textual, etc) em outra mensagem (gráfica, textual, etc).

Um dos exemplos mais antigos do uso dessa técnica aconteceu na Grécia antiga. No passado, uma das formas de enviar uma mensagem escondida era através de tatuagens escondidas. Como assim? Raspava-se a cabeça do escravo e tatuava-se a mensagem a ser enviada. Após isso, esperava-se o cabelo do escravo crescer (para assim ocultar a tatuagem) e depois desse processo todo o escravo era enviado com a mensagem ao destinatário. Outro exemplo histórico do uso da esteganografia, dessa vez mais conhecido e efetivo, foram as tintas invisíveis. Durante muito tempo um dos meios de transmissão de mensagens mais difundidos foram as cartas e para se preservar o conteúdo delas, foram desenvolvidos tintas invisíveis. Basicamente se escrevia a mensagem verdadeira em uma tinta que seria invisível no papel e após isso escrevia-se outra mensagem para disfarçar. O destinatário, então, sabendo que a mensagem passou por algum processo esteganográfico, conseguia ler a mensagem a partir de algum processo apropriado para tornar a tinta visível. 
E na computação? Bem, a esteganografia tem várias aplicações. As mais utilizadas são relacionadas a esconder algum conteúdo em uma imagem. Um exemplo é esconder  informações de pacientes em suas radiografias. O que quero dizer exatamente? Basicamente, pode-se esconder os dados do paciente por processos esteganográficos, a princípio sem dano à imagem original, na imagem da radiografia. Isso é útil, pois facilita o processo de catalogação das radiografias, diminuindo percas de informação. Outro exemplo prático se dá em impressoras modernas (da HP e da Xerox, por exemplo), que, junto com o conteúdo imprimido, imprimem um pequeno ponto (imperceptível a olho nu) que contém informações acerca do número de série, bem como a data e a hora da impressão.

Caso você tenha ficado interessado no assunto, aqui vão alguns links que complementam o que foi exposto:

  • Eduardo Pagani Julio, Wagner Gaspar Brazil, Célio Vinicius Neves Albuquerque. Esteganografia e suas Aplicações.
  • Thiago Castelló Fonseca. Esteganografia.

  • Secrets Hidden in Images (Steganography) - Computerphile.
  • DEF CON 21 - Michael Perklin:
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=J4x8Hz6_hq0