segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Prova OPI




Neste sábado (20/08) ocorreu na sede da FACISA - Facudade de Ciências Sociais e Aplicadas, a prova das categorias Júnior e Sênior da Olimpíada Paraibana de Informática. Com participação recorde de equipes, ao todo 35 times inscritos. Devido ao grande número de equipes e visando o conforto dos competidores, a competição teve que ser realizada em um ambiente maior, sendo assim a FACISA abriu suas portas para que o evento ocorresse de modo satisfatório.
 
Sobre as categorias que competiram neste final de semana,  a categoria Júnior, é voltada aos alunos que não tenham cursado ou que estejam cursando a disciplina de Estrutura de Dados. A categoria Sênior se destina aos alunos que estejam cursando até o primeiro ano do mestrado, sendo o conhecimento sobre estrutura de dados de suma importância. As provas de ambas as categorias são compostas por 10 questões, sendo permitidas as seguintes linguagens de programação: C, C++, Java, Pascal e Python.

A prova foi um sucesso! Momentos descontraídos, de expectativa, de tensão, de muito raciocínio logico e o principal de muita programação. A equipe do PET Computação esteve presente neste evento, através dos Petianos: Antunes Dantas, Dandara Maria, Igor Matheus, Hugo Gabriel e Wesley Santos. O PET Computação forneceuo o suporte necessário para que a prova ocorresse, participando desde a entrega dos (tão conhecidos) balões, como na fiscalização e organização das salas. O trabalho em equipe foi fundamental visto que o Professor e Organizador da Olimpíada, Rohit Gheyi, estava centrado em julgar as submissões dos mais diversos tipos de códigos dos competidores.

A Olimpíada Paraibana de Informática visa despertar nos alunos o interesse em computação, atualmente imprescindível na formação básica, através de uma atividade que envolve desafios motivadores e competição saudável. Permite também que os competidores possam conhecer de forma mais abrangente a carreira na área. Já para os alunos do ensino superior, a OPI visa estimular os alunos a aprimorarem e aprofundarem o conhecimento em Programação e Algoritmos.

A olimpíada almeja preparar e motivar os participantes para as competições nacionais e internacionais de programação, como por exemplo a Olimpíada Brasileira e Internacional de Informática e a ACM/ICPC. Além disso, o objetivo é motivas os participantes a entrar no curso de Ciência da Computação, onde o conhecimento adquirido na preparação será muito valioso para a sua formação. A organização da OPI está a cargo do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Campina Grande.

Por fim, o que vale mesmo é a competição saudável e o espirito de aprendizado, parabéns a todos os envolvidos em um trabalho tão exemplar!