terça-feira, 15 de setembro de 2015

Recapitulando: A Síndrome do Pensamento Acelerado



Se você é daqueles que passam boa parte do dia consultando o smartphone e as redes sociais, esse é um tema que o interessa. A síndrome do pensamento acelerado é um distúrbio que atinge todas as idades na atual era digital. É causada pelo excesso de informações a que somos expostos e por uma rotina atarefada e estressante. Saiba como identificar os sintomas e o melhor jeito de se livrar disso.
Disponível em: http://www.kvooka.com/wp-content/uploads/2015/07/5c9cab_c421b76cef484ddfb43b3e19240030f1.jpg

A Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA) é um distúrbio recente que foi descoberto e estudado pelo psiquiatra brasileiro Augusto Cury. É um mal que está diretamente ligado com o nosso modo de viver. Uma pessoa que convive com esse problema tem a sensação de que sua mente está sempre sobrecarregada de pensamentos, agitada, impaciente e encontra dificuldade para se concentrar em suas tarefas cotidianas. Essa é uma condição moderna que provém principalmente da quantidade de informações que absorvemos diariamente. Geralmente não percebemos isso, mas se você tem o hábito de consultar o smartphone muito constantemente é bom ficar de olho porque você pode estar sofrendo com esse transtorno de ansiedade.

Sintomas
                Se você acha que seu perfil se encaixou na descrição acima, eis aqui alguns sintomas da SPA para você ficar mais por dentro do assunto.
  • Falta de concentração: O indivíduo, ao começar uma atividade, não consegue termina-la sem interrompê-la várias vezes antes disso, pois sente dificuldade em focar naquilo que está fazendo.

  • Sono alterado: Ao deitar-se para dormir, a pessoa demora ainda um bom tempo para finalmente adormecer, pois sua mente está agitada e não consegue relaxar.
  • Falta tempo em um dia: É aquela sensação de que as vinte e quatro horas do dia não serão suficientes para você fazer tudo que tem para fazer. Como se sua rotina estivesse lhe esmagando.
  • Indisposição: O excesso de informações demanda muito esforço do córtex cerebral e isso acarreta uma fadiga mental que acaba se transformando em cansaço físico. Dessa forma, a pessoa se sente indisposta.
  • Sensação de branco: Essa sensação é um mecanismo de defesa do próprio cérebro que, a fim de poupar esforços e energia, bloqueia a memória causando a sensação de “deu branco”. Isso acontece porque a mente está saturada de informações a serem processadas.
Tecnologia como vilã
 Quando se fala em excesso de informações não há como não se pensar em tecnologia. Acontece que as novas aquisições tecnológicas – desde a televisão até os modernos smartphones – desencadearam esse processo de divulgação demasiada de informações. Com a popularização das redes sociais, o quadro se tornou ainda pior, pois essas ferramentas nos instigam uma ansiedade de estar sempre checando novas mensagens e publicações. 
Disponível em: https://brasilidea.files.wordpress.com/2014/05/sc3adndrome-da-nomofobia1.jpg

Se você é daqueles que acorda e já olha o celular, come com o celular na mão e não o larga nem pra ir ao banheiro é bom se policiar! 

Como me livro disso? 

A causa toda desse problema é a nossa rotina e o modo de viver. Então, não é surpresa pra ninguém que o tratamento para a SPA requer força de vontade e disposição para mudar nossos hábitos. Aqui vão algumas dicas que podem ajudar.

  • Tenha mais contato com a natureza. Pode ser uma caminhada ao ar livre, cuidar de uma horta ou um jardim ou mesmo de um pet.
  • Reserve um tempo para fazer alguma atividade lúdica. Aprender a tocar um instrumento, por exemplo, ou quem sabe ler um livro. Se dedique a um hobbie seu.
  • Just relax, baby! Não precisa passar o dia inteiro pensando no relatório que você tem que entregar ou no projeto que você está trabalhando. Reserve um tempo para si. Você tem todo o direito de esquecer suas obrigações por um momento e apenas curtir a maravilha que é a vida.
  • Tente ser menos duro consigo mesmo e com os outros. Cobre menos de você. Trabalho e carreira não é tudo.
  • O último, mas não menos importante: larga esse celular, menino! É bem melhor dar risada com os amigos pessoalmente.